São Paulo, 23 de Novembro de 2017   
 
IBETAA >> HISTÓRIA


Luciana Issa, pedagoga especialista em Psicopedagogia Clínica, desde pequena conviveu com animais de estimação e por experiência própria conheceu os benefícios da interação pessoa-animal. Em 2004, no Paraná, ao iniciar o atendimento de crianças e adolescentes que apresentavam dificuldades ou distúrbios de aprendizagem, percebeu o quanto se fazia necessário despertar o prazer pelo conhecimento e favorecer a melhora da autoestima dos assistidos, assim, buscou fundamentação científica para introduzir um animal de estimação no set clínico.

 Iniciou estudos na área de Terapia Assistida por Animais, participou de cursos e trouxe materiais do exterior, permitindo a estruturação de toda sua prática. No ano seguinte, comprou seu primeiro cão, um samoieda, chamado Kion, selecionado e treinado para ser um cão de terapia e, em 2006, começou os atendimentos psicopedagógicos integrados à Cinoterapia (Terapia Facilitada por Cães).

No sentido de permitir o acesso aos benefícios biopsicossociais dessa técnica para assistir a crianças e adolescentes carentes que, em geral, devido à condição de vulnerabilidade social, apresentam dificuldades na aprendizagem e maior risco de vivenciarem o fracasso escolar, Luciana idealizou e implantou o projeto "Anjos de Patas", trabalho de caráter voluntário que assistiu a instituições como: APAE, Lar de idosos e Hospitais.

A necessidade de ajudar mais crianças e adolescentes levou Luciana Issa a fundar o IBETAA "Instituto Brasileiro de Educação e Terapia Assistida por Animais", com o objetivo de formar centros de atendimento interdisciplinar utilizando cães terapeutas como instrumentos facilitadores em sessões de Educação e Terapia Assistida por Animais.
Desenvolvido por Marcos Dias de Almeida (Diretor de TI IBETAA) - 2015 - (marcos@ibetaa.org.br ou prog.marcos@gmail.com)